Quando tomamos a decisão de sermos donos da própria empresa, uma das coisas que desejamos é ter liberdade! Para tomar nossas próprias decisões, para ter tempo e dinheiro (siiimmmm, dinheiro é bom, e não tenho nenhum problema com isso). Mas nem sempre as coisas saem como planejado. Quem acha que empreendedor trabalha menos está bem enganadinho (Risos). A gente rala muito, leva muitos nãos, erra demais, cai, levanta, se cansa, se motiva e por aí vai! O propósito é grande, o sonho é imenso e a missão vale alguns sacrifícios. Mas não é por isso que precisamos ser escravos do trabalho, afinal, queremos a tal da liberdade. E se a gente não presta atenção, não se organiza, se dedica além da conta e acaba perdendo esse tal tempo livre. E mesmo que nosso trabalho tenha um propósito, que seja forte o suficiente para a gente projetar, estudar e analisar os passos da nossa empresa enquanto poderíamos estar na praia, passeando ou de boa em casa vendo Netflix, não podemos desconsiderar um outro propósito, o de VIDA! Porque o trabalho é extremamente importante e consome maior parte do nosso tempo, mas o que eu quero ser além de arquiteta? O que eu quero ser para minha família? Para meus amigos? Para a sociedade e para mim mesma? Essas são perguntas que hoje me faço toda vez que preciso balancear minha vida profissional e minha vida pessoal. E acho que a resposta é EQUILÍBRIO, embora seja difícil! As vezes a gente trabalha no domingo, mas pode muito bem folgar na segunda! Equilíbrio meus caros, equilíbrio! 




                                                                                                                                              Mirella Procópio